Testemunho | Carolina

21:45


De um passado vazio a um presente feliz.

Bom, tudo começou em 2012, conforme crescemos, ganhamos responsabilidades, a vida se torna mais dura e somos obrigadas a crescer, somos obrigadas a encarrar a vida, mas como muitas de vocês, eu encarrei isso como algo ruim e na maioria das vezes nem era o meu jeito de ver as coisas, era realmente a minha vida desmoronando e eu ali parada olhando. Então um dia conheci a ‘auto mutilação’, pratiquei uma vez, duas vezes e assim foi. E com o passar do tempo, os problemas vinham, eu me mutilava, não sentia mais dor, e juntamente aos cortes e o sangue escorrendo, eu comecei a achar um ato normal. Até um tempo achei que a ‘auto mutilação’ era minha amiga, pois quando mais ninguém estava ali, eu podia recorrer à ela. Mas num dia aquilo não foi suficiente. Então eu comecei a recorrer às drogas… Quem diria hein, às drogas… E logo eu que tanto pensava, assim como muitas de vocês pensam ‘ah, eu tenho controle sobre isso, eu paro na hora que eu quiser’. Mas não meninas, nós não paramos na hora que queremos, isso acaba se tornando um vício, uma coisa maior do que nós, e com isso vamos conhecendo outras coisas, como eu conheci as bebidas, os cortes, os remédios e tudo isso acabam virando verdadeiras drogas… Com 13 anos de idade eu tentei me suicidar 3 vezes, eu entrava no quarto, no banheiro, trancava as portas, pegava facas e remédios e ali era meu fim de mundo, só eu sei o quanto eu sofri e, sinceramente, eu não desejo isso pra ninguém, porque a pior coisa do mundo é você entrar em um hospital desmaiada, acordar com sua família chorando, os médicos te chamando de maluca, fazer tratamento com remédios e psicólogos porque você ficou ‘louca’. Eu sei como é isso, eu passei por isso tudo, e até muuuuito mais…

Eu sei que muitas de vocês dizem: ‘A vida é complicada’, ‘minha família não me ama’, ‘ninguém me ama’, ‘eu sou uma idiota’, ‘ninguém se importa comigo’, ‘eu quero morrer’ porque eu também já pensei assim… Mas deixa eu falar uma coisa pra vocês, a vida é complicada sim, Deus disse que passaríamos por aflições aqui na Terra mas teríamos que ser fortes, teríamos que lutar. E outra, sua família te ama sim, apesar dos teus defeitos, dos teus erros, das tuas mancadas, eles te amam sim, porque na hora que eu fui parar em um hospital, quem estava lá comigo do meu lado foi a minha família que eu tanto odiava, a minha família que eu pensei que não me amava, eles estiveram lá, eles sofreram a minha dor, eles cuidaram de mim, eles fizeram correntes de oração por mim, eles gastaram dinheiro com médicos, eles pararam a vida deles para cuidarem da minha, eles me ajudaram a levantar, eles ficaram do meu lado até o fim… Você tem pessoas que te amam sim, sua família te ama. E mesmo você tendo desacreditado em Deus, Ele te ama e quer o seu bem. "Mas Carol, se Deus me ama, por que eu sofro tanto?' Porque, meninas, no mundo VOCÊ PASSARÁ POR AFLIÇÕES, mas você tem que ser forte, Deus não tem nada a ver com isso, isso pode ser um deserto em que você mesma se colocou, por suas atitudes, e só você mesma pode tomar uma atitude e resolver sair dele, assim como eu tomei uma atitude e sai do meu deserto! Final da história, fiiiiiinalmente rs, o meu grito no deserto foi: 

DEUS, EU NÃO ACREDITO MAIS QUE O SENHOR ESTEJA ME VENDO, MAS EU NÃO QUERO MAIS FAZER ISSO, EU QUERO MUDAR!

E assim foi, dias depois, uma amiga me chamou para ir à igreja, eu resisti ao convite, mas depois aceitei e ali foi, comecei a ir em uma reunião, em duas, em três e assim foi, e com o tempo eu passei a amar aquelas reuniões da igreja, o tempo ia passando, eu me achegando mais ali, Deus ia me moldando, ia me mostrando que nada estava perdido, fui liberta da dor, do sofrimento, daquele fardo pesado, dos remédios, das bebidas, dos cortes, dos vômitos, dos vícios, da depressão… Fui totalmente liberta de tudo aquilo que queria tirar a minha vida… Fui batizada nas águas, ganhei uma nova vida, hoje conheço a Deus, sou feliz, amo minha família e eles me amam, não tenho mais vontade por nada que eu vivia no passado, tenho meus poucos e bons amigos, tenho uma vida totalmente completa, não me falta nada! Se eu superei, vocês também podem superar, assim como alguém acreditou em mim, EU ACREDITO EM CADA UMA DE VOCÊS, e Deus também! A auto mutilação, não é uma amiga de vocês, isso somente quer levar a vida de vocês pro inferno, e o Deus que me salvou, que me libertou, hoje quer salvar cada uma de vocês, quer dar a cada uma de vocês uma nova vida, basta se entregarem a Ele e deixarem Ele trabalhar. Para o que precisarem, estou aqui, assim como me ajudaram um dia, hoje eu dou a minha vida para ajudar vocês. Eu amo e acredito em cada uma de vocês, e como nosso eterno lema: STAY STRONG! ♥


Carolina - 15 anos

Nós te recomendamos essas leituras

1 comentários