Alma feminina

Padrões do amor II

23:07


Antes de ler, leia Padrões do Amor I


E eu, onde me encaixo? No primeiro grupo. Eu tranquei meu coração (e ainda joguei as chaves em alto mar. Tranquei meu coração com cadeados de senhas, correntes, pus uns leões de guarda só para garantir que nenhum intruso avance HAHAHA').

Maaaaaaaas... Deus falou comigo. E o que Ele falou foi a inspiração para esse artigo. Numa certa noite Ele me questionou:
"Claudiane, você realmente quer viver os sonhos que eu sonhei para você?"

Eu respondi com um Sim, Senhor. É o que mais quero! Mas logo veio a réplica ardendo em meu coração:

 "Você acredita que meus sonhos são maiores e meus caminhos mais altos que os seus? Você acredita que eu me preocupo com você? Você crê que eu tenho o melhor? Eu quero planejar algo lindo para você, mas você não está colaborando. Eu sou o amor, o verdadeiro amor provém de mim."

 Essas palavras ecoavam no fundo do meu peito "EU SOU O AMOR". Só pude ficar em silêncio e deixar as lágrimas de redenção escorrerem pelo meu rosto aquecendo meu coração que já estava frio. Deixei a paz de Deus me levar naquele momento. Ele estava tratando comigo.

Pude perceber que aquela menininha cresceu e amadureceu, mas nunca deveria ter deixado certos princípios do Pai. E Ele estava ali, tentando mostrar para ela um novo padrão do amor. Ele a mostrou que o amor é real, não é ilusão. O amor que provém de Deus existe, ainda que o mundo não o conheça. Esqueça tudo o que você sabe sobre o amor, o que vem de Deus é sem igual.

Ele a ensinou o seu valor: ela foi feita para ser amada, cuidada e respeitada. E quem não for capaz de cumprir estes três princípios não é digno de tê-la. Ele a ensinou que de fato não existem príncipes encantados, mas existem servos. Servos e filhos de Deus que buscam viver uma vida reta diante Dele e que estão dispostos a amar como Cristo amou a Igreja. Sem desistir, amando-a com um forte e puro amor que só é nascido de Deus.

Mude seu padrão hoje. Talvez você tenha amadurecido demais e perdeu alguns valores como acreditar no amor. Olhe para dentro de si e veja: você é filha de Deus. Não, não abaixe o seu padrão. No momento certo Deus vai agir. Não se preocupe, Ele sabe o que faz.

Se o rapaz for um homem de Deus mesmo, Deus vai cuidar dele e direcionará seus passos. Não espere que ele seja 100% perfeito, ninguém é, nem você. Mas com o tempo você aprenderá a amá-lo e amará até as imperfeições dele. Aprenderá a lidar com os defeitos e manias. Volte e leia este trecho novamente. Eu disse "com o tempo", ou seja, nada vai acontecer de uma hora para outra, se não perde a graça. Então sossegue seu coração e tenha paciência. Há muitos detalhes que farão tudo valer a pena. As conversas, os olhares, as orações, o companheirismo. Nesse momento a amizade se transforma em amor. E isso leva um tempo para ser construído. Valerá a pena. Sempre vale a pena esperar por algo que nasceu do coração de Deus. No final você dirá: eu esperaria o tempo que for para viver isso tudo. O tempo se transforma num mero detalhe quando Deus está no controle. Ele é o Senhor do tempo, o padrão de Deus é o Amor.

Claudiane Almeida

Alma feminina

Padrões do amor I

22:06


Dia desses me peguei pensando na vida e ao mesmo tempo me encarava em frente ao espelho. Sempre ao escovar os dentes, antes de ir para cama, tenho essa mania de olhar no profundo dos meus olhos e dizer palavras de ânimo: ” Deus está contigo, não desista! Você vai vencer, seja forte, continue firme! “. Antes de me achar louca, saiba que eu não sou a única que faz isso. É comprovado pela ciência que dizer palavras de ânimo e elogiar a si mesmo faz toda a diferença em sua vida.

Eu gosto de escrever pequenos textos para mim também (na verdade 99,9% dos textos que escrevo são inspirados na minha maior leitora, eu mesma. Risos). E um desses textos, talvez o mais especial, eu salvei como rascunho no celular e releio sempre. Resolvi abrir meu coração e compartilhá-lo aqui:

“Não abaixe seu padrão. Não importa quanto tempo demore, não importa quantos dias passem, quantas lágrimas rolaram, não importa! Não tenha medo de guardar seu coração. Mostre a ele (o seu pretendente), o valor que ele (seu coração) possui. Não seja fácil demais. LEMBRE-SE: tudo o que  é conquistado facilmente é mais fácil de se perder. Deixe ele enxergar em você o que ele sempre procurou. Deixe ele se importar com você, se preocupar, deixe ele começar a te amar aos poucos. Vai chegar a um ponto em que ele a mencionará em todas as suas orações a Deus, clamando a Ele que seja você, a menina dos olhos dele. Daí ele saberá que você é diferente, menina. Você será a luz que o despertará nas manhãs. Você será o maior presente que Deus deu a ele. Ele, enfim, saberá que a história de vocês dois foi escrita e milimetricamente planejada por Deus. Não foi obra do acaso, foi obra da mais perfeita forma de amor: Deus. Não, menina. Não abaixe Seu Padrão. ” (Claudiane Almeida, 17/12/2013)

Talvez você já esteja tão desacreditada no amor e pense “Está muito Disney isso aí!”. Sei bem disso, já sou grandinha e já passei da fase de acreditar em príncipe encantado. Sabe, desses príncipes perfeitinhos que vêm montados em seu cavalo branco para salvar a meninada do opróbrio do status de “solteira” no Facebook .Isso não existe, sorry! Por isso tirem seus pôneis da chuva. Risos.

Creio que você, que como eu está quase na casa dos vinte e poucos, já amadureceu bastante com as experiências da vida. Já quebrou a cara com inúmeras desilusões amorosas. Já chorou horrores ao ver que aquele carinha que você guardava tantos sentimentos começou um relacionamento sério. Está vendo? Já crescemos bastante, não acha?!

A questão é que há dois caminhos que seguem às meninas que tiveram seus lindos castelos de areia levados pelas ondas das desilusões. Ou elas trancam seu coração a sete chaves, com dez cadeados de segredo (só para garantir) e não se abrem mais para o amor. Tornam-se frias, desacreditadas, amargas e desesperançosas. Ou a moça se torna liberal. Ela simplesmente acordou da desilusão do príncipe. Então esbanja seu amor e distribui seu coração a todos quanto o pedirem. Afinal, Deus não disse para amarmos ao próximo? E para quê esperar um príncipe, se de todos os homens são iguais?!

O que as duas moças têm em comum é que não acreditam mais em verdadeiro amor. Não acreditam que podem algum dia viver uma experiência de amor com alguém que as amam verdadeiramente.

Leia a segunda parte aqui.

Claudiane Almeida

Like us on Facebook