Padrões do amor I

22:06


Dia desses me peguei pensando na vida e ao mesmo tempo me encarava em frente ao espelho. Sempre ao escovar os dentes, antes de ir para cama, tenho essa mania de olhar no profundo dos meus olhos e dizer palavras de ânimo: ” Deus está contigo, não desista! Você vai vencer, seja forte, continue firme! “. Antes de me achar louca, saiba que eu não sou a única que faz isso. É comprovado pela ciência que dizer palavras de ânimo e elogiar a si mesmo faz toda a diferença em sua vida.

Eu gosto de escrever pequenos textos para mim também (na verdade 99,9% dos textos que escrevo são inspirados na minha maior leitora, eu mesma. Risos). E um desses textos, talvez o mais especial, eu salvei como rascunho no celular e releio sempre. Resolvi abrir meu coração e compartilhá-lo aqui:

“Não abaixe seu padrão. Não importa quanto tempo demore, não importa quantos dias passem, quantas lágrimas rolaram, não importa! Não tenha medo de guardar seu coração. Mostre a ele (o seu pretendente), o valor que ele (seu coração) possui. Não seja fácil demais. LEMBRE-SE: tudo o que  é conquistado facilmente é mais fácil de se perder. Deixe ele enxergar em você o que ele sempre procurou. Deixe ele se importar com você, se preocupar, deixe ele começar a te amar aos poucos. Vai chegar a um ponto em que ele a mencionará em todas as suas orações a Deus, clamando a Ele que seja você, a menina dos olhos dele. Daí ele saberá que você é diferente, menina. Você será a luz que o despertará nas manhãs. Você será o maior presente que Deus deu a ele. Ele, enfim, saberá que a história de vocês dois foi escrita e milimetricamente planejada por Deus. Não foi obra do acaso, foi obra da mais perfeita forma de amor: Deus. Não, menina. Não abaixe Seu Padrão. ” (Claudiane Almeida, 17/12/2013)

Talvez você já esteja tão desacreditada no amor e pense “Está muito Disney isso aí!”. Sei bem disso, já sou grandinha e já passei da fase de acreditar em príncipe encantado. Sabe, desses príncipes perfeitinhos que vêm montados em seu cavalo branco para salvar a meninada do opróbrio do status de “solteira” no Facebook .Isso não existe, sorry! Por isso tirem seus pôneis da chuva. Risos.

Creio que você, que como eu está quase na casa dos vinte e poucos, já amadureceu bastante com as experiências da vida. Já quebrou a cara com inúmeras desilusões amorosas. Já chorou horrores ao ver que aquele carinha que você guardava tantos sentimentos começou um relacionamento sério. Está vendo? Já crescemos bastante, não acha?!

A questão é que há dois caminhos que seguem às meninas que tiveram seus lindos castelos de areia levados pelas ondas das desilusões. Ou elas trancam seu coração a sete chaves, com dez cadeados de segredo (só para garantir) e não se abrem mais para o amor. Tornam-se frias, desacreditadas, amargas e desesperançosas. Ou a moça se torna liberal. Ela simplesmente acordou da desilusão do príncipe. Então esbanja seu amor e distribui seu coração a todos quanto o pedirem. Afinal, Deus não disse para amarmos ao próximo? E para quê esperar um príncipe, se de todos os homens são iguais?!

O que as duas moças têm em comum é que não acreditam mais em verdadeiro amor. Não acreditam que podem algum dia viver uma experiência de amor com alguém que as amam verdadeiramente.

Leia a segunda parte aqui.

Claudiane Almeida

Nós te recomendamos essas leituras

1 comentários

Like us on Facebook