Reflexão

Não me venha falar das dores

01:45


Não me venha falar das dores, pois nas minhas já me afoguei. Nas suas correntezas minh'alma foi levada, sem âncora, quase sem ar, longe me vi num tormento sem fim. Ondas gigantescas me puxavam para longe enquanto eu, já sem forças para lutar, encarava o longínquo horizonte. Meu coração angustiado carregava choros e lamentos de uma vida vivida aos meus gostos e pensamentos. Desnorteada, em pleno mar aberto, clamei com toda força que me restava. Por um momento de paz, a minha alma ansiava. 

Avistei um Farol. Sua luz era tão intensa que dissipou as densas trevas que assombravam meu coração. Gratidão. Fui salva das dores da solidão. Por isso não me venha falar das dores, pois já ancorei a minha alma ao Porto que antes abandonei. Me fale de esperança, me fale de amor. Me fale do Deus que aliviou a minha alma dos sofrimentos que passei. Onde só existia dor, hoje só há lugar para o Amor.

"Lá do alto, o Senhor me estendeu a mão
e me segurou;
Ele me tirou do mar profundo."
Salmos 18:16


Claudiane Almeida

Like us on Facebook