Tudo bem com você?

23:50



Estava sentada outro dia com algumas colegas. Vi uma cena clássica que com certeza você já viu por aí também. Uma delas disse um "olá" e a outra respondeu com um "tudo bem?", mas nem se quer parou de caminhar para ouvir a resposta. Continuou andando como se estivesse com pressa. Bom, aquilo não foi uma pergunta, foi uma simples, pronta e automática resposta a um cumprimento. Ela realmente não gostaria de saber se está tudo bem, tampouco se importava com isso. 

Não quero dizer se isso está errado ou não, esse não é o foco. Mas não é de agora que percebo isso. Perguntar como a pessoa está virou cumprimento, até me preocupo onde isso vai parar, quem sabe nosso "conte comigo!" ou "te amo" não se tornará outra simples frase qualquer amanhã, será que não? O fato é que "tudo bem?" já virou cumprimento. 

É comum você encontrar pessoas se "cumprimentando" assim em qualquer lugar, andando da rua, na fila de um banco, no supermercado. E a resposta nunca é contrária, assim como ficou automático perguntar se tudo está bem, ficou automático responder que sim, tudo vai bem com você. As vezes verdade, as vezes mentira. Você deve é responder que nada se passa com você. E quando ferido, machucado, passando por um momento de angústia, aflição? "Tudo bem sim e com você?". Percebe? Virou rotineiro, esconder a dor é o correto, colocar um falso sorriso no rosto, não importa como você esteja. Mascarar. Como uma boneca que você aperta e fala frases prontas. "Estou feliz, estou muito bem, minha vida está ótima". 

Não quero incentivar você a contar a sua vida para a primeira pessoa que aparecer na sua frente e lhe perguntar como você está. Isso também não seria legal, abrir seu coração, mostrar o que há ali pra quem você ao menos tem intimidade para faze-lo, não, não é isso. Mas que você não se acostume a mascarar a dor, forçar o sorriso. Você pode até guardar pra si os problemas em certos momentos, mas que você possa reparti-los com alguém. Que você tenha alguém para dizer que não está tudo bem as vezes. Para contar o que se passa no seu coração. Alguém pra chorar, mas rir também, pra falar a verdade. Deus é o nosso melhor exemplo de amigo, daquele que está sempre disposto a ouvir os nossos dilemas, mesmo que tão pequenos diante Dele. Que você não deixe de cultivar esse tipo de amizade, procure isso, invista nisso, tanto com Deus como das pessoas também. 

Mas mais do que isso, antes de pensar que você tem poucas pessoas assim ou quem sabe você até ache que não tem ninguém, seja essa pessoa que está disposta a oferecer um ombro amigo, um abraço, um consolo, enxugar as lágrimas, ouvir os problemas de alguém também. Que tenhamos amor pelas pessoas e preocupação com elas assim como Jesus faria. Espalhe o amor. Viva o amor. Enquanto você cuida das dores de alguém, Deus cuida das suas também. Que com tanto mecanismo automático, possamos encontrar ainda pessoas com humanidade, que esse sentido de cuidar do próximo não seja extinto mesmo com um mundo cheio de máscaras e hipocrisia. Que esse amor possa ser encontrado em você. Ele é o amor. Ele habita em você. Pratique esse amor.


"Alegrem-se com os que se alegram; chorem com os que choram."
Romanos 12:15


Nós te recomendamos essas leituras

0 comentários

Like us on Facebook