O que os horóscopos não te dizem

17:51

Dias atrás comecei a me questionar sobre esse instinto da busca incontrolável por respostas que parecem inalcançáveis. Nunca nos satisfazemos por completo, sempre há algo que falta. Quem sou eu? O que acontecerá amanhã? O que será de mim? E nessa procura por sentido desenfreada, grande parte da sociedade é levada pelos ventos da ansiedade às respostas alternativas: combinações astrais, horóscopos, feng shui, simpatias, mapas astrais etc. Essas respostas foram criadas para satisfazerem nosso poço de incerteza e por um momento parecem preencher nossas curiosidades sobre o futuro. Tornam-se um bom eufemismo para nossos desvios de caráter. Elas nos asseguram distantes da realidade e nos fazem pensar "Está tudo bem! Eu sou assim".

Infeliz momento é aquele que mergulhamos tanto no desconhecido que perdemos, além do caminho de volta, quem somos. Nesse estágio algumas respostas já não te bastam, não são o suficiente. Você se vê preso num abismo do ocultismo. Ao longo dos dias tenho observado muitos cristãos mergulhando nessas águas desconhecidas. O que nos leva a "brincar" com coisas que sabemos que não vão de acordo com nossa fé? Desaviso? Inocência? Se eu, como cristã, filha de Deus e ciente de que meu coração, meu caminho, meu futuro estão Nele, sou insensível o bastante para procurar em revistas o que encontro em meu Deus, que tipo de filha sou?

Não se deixe ser levada por ventos que te distanciam do seu Pai. Quem você é está Nele, outras respostas só te levarão para mais longe. Não deixe a fascinação pela criação (estrelas/astros) te induzirem a esquecer do Criador. Talvez você nunca inclinou seu coração para esse fato, por isso cabe a nós tomarmos as rédeas e reconhecermos que Aquele que guia nossos passos tem nosso mundo nas mãos. Você tem uma vida e a viverá apenas uma vez aqui. Chore e sorria, viva desprendida de preocupações e entregue seu amanhã nas mãos do Dono do tempo. Os horóscopos não te dizem que Deus te criou para a liberdade. Não, não se prenda às palavras preditas, escreva as suas.

Claudiane Almeida

Leituras complementares:





Sou a Claudiane Almeida, tenho vinte anos, moro no Rio e curso Letras. Na pré-adolescência colecionei diversos diários, com isso me aproximei bastante da escrita e aos quinze anos fundei o Blog EMC. Sonhadora com a cabeça nas nuvens e pés no chão, tenho como maior objetivo de vida um coração sensível à voz de Deus.


Nós te recomendamos essas leituras

0 comentários