Por que ficar triste por alguém que está feliz sem mim?

23:19



Por que ficar triste por alguém que está feliz sem mim? 

Pensar sobre isso e chegar a conclusão de que não faz o menor sentido pode-se dizer que não é uma tarefa difícil, entretanto, lutar contra essa tristeza não é algo fácil. Quando gostamos de alguém, felizmente ou infelizmente, queremos e esperamos reciprocidade. Ansiamos para que a pessoa deseje falar conosco, para que ela queira dividir seu dia, para que fale sobre coisas corriqueiras e que se sinta tão à vontade conosco como nos sentimos com ela. Mas as coisas não são assim e é preciso duas coisas para não se magoar mais: não culpe a pessoa e não se culpe.

Primeiro: não culpe a pessoa que você ama/gosta, sendo esse sentimento declarado ou não. Afinal, quem de nós é obrigado a corresponder às expectativas dos outros? Seria justo? Quando eu olho para mim e vejo o quão eu também posso ser e sou frustrante, repenso sobre minha vontade de "soltar os cachorros" em cima de quem não me oferece reciprocidade. Como exigir dos outros o que nem eu mesma sou?

Segundo: Não se culpe. Às vezes temos uma mania cruel de colocar sobre nós o fardo da culpa por alguém não nos corresponder sem ao menos termos feito nada. Ao que parece, sempre precisa existir um culpado para que possamos depositar todas as nossas frustrações, precisamos sempre de um "bode expiatório" para nos desviarmos do fato e da realidade. Não faça isso contigo e nem com teu próximo.
Não ser correspondido é tão cruel como impor essa obrigação de correspondência a alguém. Qual seria a vantagem de se viver sob aparências?

A verdade é que enfrentar a dureza da realidade das coisas nos ajudaria muito mais a superar nossas frustrações do que vivermos numa redoma onde alimentamos nossa dor apenas pelo medo do vazio e da presença da solidão. Por que então insistir em ter necessidade de alguém que não necessita de mim? Por que aceitar e sofrer por migalhas de atenção de quem não depende de mim?

Às vezes ficamos na expectativa de que as coisas mudem e que a pessoa nos note. Não estou dizendo que não possa acontecer, mas não espere e não sofra por isso. O altruísmo é bonito, mas empatia é também entender a liberdade do outro de ser feliz sem nós. Isso não é tão cruel quanto parece. Eu noto que empenhamos tanto tempo, tanto sentimento, tanta lágrima em "causas perdidas".

Faça diferente essa semana e mude de rumo. Busque ao Senhor. Busque ao único que sempre está a uma oração de distância. Derrame-se a Ele e creia que Ele pode curar um coração pisado pelas circunstâncias da vida. Busque a Cristo e acredite que Ele é o único que pode preencher nossa alma e fazer com o que o vazio da existência desapareça. A Palavra do Senhor nos diz que devemos remir nosso tempo porque os dias são maus. Gaste e ganhe seu tempo e suas lágrimas com Senhor.

Quando você sentir uma falta imensa daquela pessoa que você tanto gostaria que estivesse contigo, ore por ela e por seu coração. Não para que Deus a traga para você, mas para que cuide dela, que guarde-a e para que ela conheça ao Senhor. Jesus é o nosso melhor amigo, nosso caminho. Ele deseja que O busquemos, que confiemos nEle, que tenhamos nEle conforto e refrigério. Não fique triste com coisas corriqueiras ou porque você não é correspondido. Antes se alegre e se satisfaça na certeza de que existe Alguém que te amou de tal maneira que morreu por Ti.

Não é fácil, não é simples, não é tranquilo, mas, se eu bem sei, o próprio Cristo nos disse: Filhinhos, no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, porque eu venci o mundo.

Jesus é suficiente.

Carol Souza | Blog EMC

Nós te recomendamos essas leituras

0 comentários